terça-feira, 14 de janeiro de 2014

GRACIELA 14/01/2014


                   
                Guarda este momento, minha filha,
                Risonho, belo e de manhãs floridas.
                A vida se abrindo em infinitos planos
                Cheia de rosas suaves, coloridas.
                Instante único, mas que será eterno,
                Estes que agora vives. Só quimeras.
                Leva esta dança pelos salões da vida,
                A eterna valsa das quinze primaveras.













































 
 


 
 

Nenhum comentário: